preloder

Não basta mais parecer. Marcas agora precisam ser. O que a sua marca é?
O que ela significa além da venda? Que ideia ela vende?
Não são perguntas sonhadoras. São reflexo da mais pura realidade hoje. Buscamos cada vez mais significado no ato de comprar. Esperamos impactos positivos que transcendam a utilidade das coisas. Queremos sentir que a empresa tem preocupação real com nossa satisfação e bem-estar.

“As pessoas se importam mais com empresas que se importam com elas.” Kotler* resumiu assim em 2010! De lá pra cá, players digitais aceleraram esta realidade, gerando experiências mais satisfatórias e fluídas para bilhões em todo mundo. Agora esperamos o máximo retorno pelo nosso dinheiro, e só aceitamos pagar pelo o que realmente damos valor. E damos cada vez mais valor para marcas comprometidas com a gente e com as causas do mundo.
Existe hoje um paradoxo curioso e belo.

A competição ficou mais dura
mas está gerando empresas
mais humanas.

E este momento será muito lucrativo para as empresas que se abrirem às perguntas certas. Nós apoiamos líderes e estrategistas neste processo, através de um método próprio com mais interrogações do que afirmações fechadas. Construímos marcas com muita escuta, testes e foco no cliente final.

Nossa empresa é o que pregamos que as empresas agora sejam: totalmente aberta ao novo e à transformação constante. Está tudo em transformação: economias, lideranças, tecnologias, comportamentos de consumo. O que não vai mais mudar é que tudo sempre mudará rapidamente. Pelo menos por um bom tempo: o nosso tempo.

Somos entusiastas desta nova era. Bem-vindo a um mundo onde Branding autêntico e cultural ergue novas corporações (e destrói velhas).

Onde o Branding é tudo.